5 ideias de negócios para você se inspirar e prosperar mesmo em tempos de crise

Você já deve ter ouvido e lido muito por ai que, para ser um empreendedor de sucesso, ter uma grande ideia não é suficiente. Negócios e empresas só prosperam a partir de muito trabalho, esforço, sacrifício, planejamento e uso das ferramentas corretas. Isso é verdade. Mas é verdade, também, que tudo nasce de uma ideia. Empreendedorismo e criatividade andam, desde o começo, de mãos dadas.

Quem poderia imaginar que um pequeno pedaço de papel amarelo com cola na ponta pudesse ser uma grande invenção no mundo pós-moderno? Em tempos de crise geral da economia e do mercado consumidor, ter uma ideia criativa e que modifique o percurso de uma atividade para melhor e que possa ser colocada em prática é o que transforma empreendedores em empreendedores de sucesso.

 

Mas não existe fórmula mágica. Seja beijando a musa inspiradora ou encontrando oportunidades a partir da demanda de um nicho específico de mercado, suas ideias podem ou não dar certo. É claro que, com planejamento e sabendo utilizar corretamente noções e processos de marketing digital e produtividade, as chances de seu negócio deslanchar são muito maiores.

E para te inspirar e te ajudar a ter essa grande ideia que pode iniciar uma guinada na sua vida e na sua carreira, eu trouxe exemplos de pessoas que pensaram fora da caixa, tiveram ideias de negócios inovadores e que hoje lucram em áreas inusitadas, mesmo em meio à crise econômica:

33e34.com.br:

Com o perdão do trocadilho, encontrar sapatos de pontuação 33 ou 34 pode ser um verdadeiro calo no pé de qualquer mulher. Cansada de procurar, a empreendedora Tania Gomes Luz, que calça número 33, decidiu criar o e-commerce 33e34.com.br. Tania apostou em um e-commerce de nicho que possuía uma demanda que não era pequena: existem 5 milhões de mulheres que usam 33/34 no Brasil! A loja virtual tem como proposta, então, trabalhar somente com modelos de calçados femininos, na numeração 33/34 de diversos fabricantes conceituados do varejo. O target é atraente e promissor: Mulheres que usam 33 e 34 de fato têm dificuldade em encontrar sapatos e, de modo geral, mulheres estão sempre dispostas a pagar – e bem – por este tipo de acessório.

 

Inesplorato:

Você já ouviu falar de “curadoria de conhecimento”? Talvez não. Provavelmente porque a expressão, uma espécie de consultoria para quem quer aprender algo novo e não sabe por onde começar, foi inventada pela paulista Debora Emm, que trabalhava com pesquisa de mercado até fundar a Inesplorato, empresa especializada em: curadoria de conhecimento. Funciona desse jeito: depois de uma entrevista, o cliente recebe uma caixa com livros, filmes, artigos e comentários para ajuda-lo a aprender sobre o que ele quiser e escolher. O que a empresa faz é diminuir a distância e o tempo entre as pessoas e as informações que são importantes para elas.

 

Leiturinha:

O leiturinha.com.br é um modelo inovador de assinaturas de livros infantis. Os pais ou responsáveis pelas crianças assinam o serviço, cadastram a idade do pequeno e recebem, em casa, todo mês, um kit com livros voltados para a faixa etária do seu filho. O diferencial é que a curadoria de todo o conteúdo que a Leiturinha oferece é feita por uma equipe de pais, psicólogos e pedagogos a fim de selecionar as melhores obras de acordo com a fase de desenvolvimento de cada criança. O serviço é um sucesso e já conta com a assinatura de mais de 8 mil famílias. Além dos livros físicos, o site disponibiliza acesso ilimitado à uma biblioteca completa de livros digitais e vídeos, também selecionados pela equipe de curadoria.

 

Alergoshop:

A Alergoshop nasceu em 1993, em um casinha em São Paulo, fruto das alergias da filha da então enfermeira e empreendedora Sarah Lazaretti. Cansada de tentar encontrar produtos adequados, ela resolveu abrir a loja que reúne produtos para vários tipos de alergias. Hoje, a Alergoshop é uma franqueadora e atua em todo o país. Além de cinco unidades próprias e outras nove franquias, seus produtos voltados aos alérgicos (de produtos de beleza, lazer e proteção à preservativos sem látex) são encontrados em lojas multimarcas e também comercializados por e-commerce. De acordo com a franqueadora, o índice de retorno nas lojas é da ordem de 70%.

 

My Pet’s Nanny:

O mercado pet vem sendo, constantemente, apontado por especialistas como tendência de bom negócio. A verdade é que, cada vez mais, os bichinhos são tratados como membros da família e isso impulsiona a abertura de novas oportunidades de negócios. Foi o que fez a paulista Andressa Gontijo ao virar “babá” de cachorros e gatos. De olho na Europa, quando descobriu que o serviço era popular por lá e praticamente inexistente no Brasil, Andressa fundou o My Pet’s Nanny e, diferente de um hotel, a babá visita o animal na própria casa do dono. No mercado desde 2010, hoje ela já atua na grande São Paulo, região do ABC, na cidade do Rio de Janeiro e em Niterói, RJ, e é a única rede de franquias para cuidado profissional de pets, promovendo cursos, palestras e workshops em todo país.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *