Como o Networking em Eventos Pode Definitivamente Impulsionar seu Negócio

No terceiro trimestre do ano começa uma maratona de eventos presenciais pelo Brasil em diversos setores. Na área de empreendedorismo e marketing digital não é diferente. A  oferta de eventos de qualidade tem sido cada vez maior e o mais interessante, descentralizada pelo país, em diversas cidades, lideradas por diferentes organizadores.

Isso me deixa muito feliz pois mostra o quanto as pessoas que acreditam no seu próprio potencial, seja de qualquer cidade, estado ou país, podem projetar seu nome e seus projetos pela internet desde que façam um trabalho sério.

Nesse mundo digital tão louco e tão intenso, precisamos lembrar de voltar ao “core business” de quase todos os businesses: os relacionamentos interpessoais. Lembrar que uma rede pessoal é extraordinariamente poderosa, e que a rede digital é apenas um meio que não trará qualquer fruto sem que haja laços entre as pessoas conectadas por ela.

Networking não pode ser no desespero! Não funciona.

No final das contas todo mundo que investe em networking sistematicamente e de forma inteligente tem um objetivo final em mente, ainda que seja de médio ou longo prazo: aumentar conexões que possam aumentar suas vendas e receita. Lembre-se: Networking não pode ser feito no desespero, na hora em que você está precisando vender. É preciso que se construa as conexões antes.

É importante que se entenda que processos de venda são emocionais, baseados na construção de confiança. Só ela é capaz de reduzir o desconforto cognitivo inerente a uma venda. As pessoas estão dispostas a pagar mais pela segurança quando compram um produto e por isso as indicações são tão mais efetivas em fechamentos de negócios. E como todo empreendedor vive de vendas, é mais que recomendável que aprenda a se conectar emocionalmente com pessoas estratégicas para os seus negócios.

Voltando à velha máxima: pessoas gostam de fazer negócios com pessoas e não com marcas. Não é à toa que o branding pessoal voltou com tudo na internet e tantos empreendedores estão deixando de lado suas crenças, bloqueios e reservas para mostrar a cara e promover seus projetos com paixão pela internet. Mais do que paixão, mostrar a cara e gerar confiança é parte essencial do lucro. Quanto mais o comprador enxerga as pessoas por trás dos negócios, mais ele confia e se sente pronto para comprar daquela empresa. Isso é fato, mas é assunto pra outro artigo. Voltando aos eventos…

O Networking como forma de transferência de autoridade

Eu particularmente fico bem dividida nessa época do ano pois sempre encarei esses eventos como uma parte muito estratégica do meu negócio. E esse ano, além de frequentar, resolvi fazer o meu próprio evento, o Empreenda-se Ao Vivo.

Como vivo o que prego, não poderia deixar de criar e fortalecer conexões off line em um mundo cada vez mais online. Só pra reforçar, caso ainda não tenhamos nos cruzado em um vídeo, artigo, Live, post na rede sociail etc, o que prego é que nada substitui o relacionamento olho no olho. Trabalho pela internet e adoro esse novo estilo de vida, mas construí uma carreira sólida em 20 anos de mercado corporativo que me ensinou muito, especialmente sobre relacionamento interpessoal e networking. Existem inclusive estudos de comportamento que provam que o networking é a principal ferramenta de contratação, mais até que a competência em muitos casos.

Antagônico? De forma alguma. A internet e os eventos presenciais são totalmente complementares como estratégia de negócios, como ferramenta de aprendizagem e o mais importante de tudo na minha opinião: como ferramenta de alavancagem da reputação da pessoa, através de um networking feito com muito critério.

Quem ainda não ouviu falar de uma tática muito conhecida no meio digital, a transferência de autoridade? “Diga-me com quem andas, que direi quem tu és”. Essa é mais uma sabedoria da vovó que figura na minha lista top 3 de conselhos quando o assunto é construção de autoridade.

Fato é que a geração de parcerias pode fazer toda a diferença no rumo do seu negócio, assim como fez no meu e fará sempre em qualquer tipo de negócio.

Se hoje tenho a capacidade de reunir palestrantes incríveis e disputados nos meus eventos, na base da parceria, isso é algo que atribuo totalmente à estratégia que adotei logo no início da jornada no empreendedorismo digital, ou seja, valorizar os momentos off line. Circulei nos eventos, apertei mãos, prestigiei as pessoas do meu meio e decidi com quem realmente desejava me conectar, pessoas que tinham os mesmos valores e a mesma exigência de qualidade que eu.

Deixa eu te contar exatamente o que fiz quando estava começando e como selei parcerias duradouras que me geram até hoje indicações, negócios e autoridade no meu nicho de atuação.

Um Modelo de Networking que deu certo para mim

Em outubro de 2014 realizei o primeiro Congresso online de Marketing do Brasil, o Marketing Minds, que foi um sucesso. Esse não era um modelo de fácil implementação e sem dúvida a parte mais difícil e mais determinante para o sucesso do evento era a qualidade e autoridade dos palestrantes. Mesmo à distância e sem relacionamento prévio, o fato é que consegui fazer uma curadoria de palestrantes de alto nível para o evento e dei início a uma série de parcerias com esses palestrantes. Porém, estava muito claro pra mim que a fragilidade dessas parcerias era de 100%.

Para um evento online estávamos na base do ganha ganha: eu recebia a palestra em vídeo e o palestrantes ganhavam a exposição a uma audiência enorme que acompanhava o evento gratuitamente. E depois dali? Como selar de fato parcerias duradouras com essas pessoas?

Não tive dúvidas, investi dinheiro e tempo e durante 5 finais de semana seguidos fiquei frequentando eventos presenciais onde essas pessoas estariam. Foi um sacrifício pra mim e pra minha família, foi cansativo e ao mesmo tempo muito produtivo. Durante todo o mês de novembro e início de dezembro eu praticamente só viajei e passava em casa praticamente para trocar de mala (isso morando no topo do Brasil! totalmente fora do eixo)

725a7f4f-1f1e-4737-aefe-ac9945cd89ac

Na sequência fiz outro evento online e não deu outra: tive o famoso problema bom. Fila de palestrantes bons querendo palestrar de graça. Eu me lembro que nos bastidores alguns palestrantes me confidenciavam que o meu Congresso tinha gerado um buzz tremendo e que havia causado uma ruptura no mercado de Congressos Online pela qualidade e potencial de geração de autoridade para quem participava como palestrante.

A partir dali também comecei a receber convites para eventos sem precisar pagar nada, fiz participações como palestrante em eventos presenciais e surgiu uma nova paixão por palestrar.

A Maior Lição de Todas

Dessa história toda eu tiro uma grande lição: foco na meta. O empreendedor precisa ter clareza do que é importante para o seu negócio. Depois do foco é hora de ter a disciplina para fazer o que precisa que ser feito. Muitos não alcançam metas porque nem tem a clareza do que é importante.

Posso apostar que enquanto escrevo aqui, tem gente lendo e pensando: eu nunca tinha pensado nesses eventos como uma ferramenta estratégica para o meu negócio. Pois eu estou aqui para lembrá-lo!

Eu lembro de detalhes. Lembro inclusive que tinha escrito no papel as pessoas que queria conhecer, me relacionar e até me tornar amiga. Mais uma vez uma máxima se mostrava verdadeira: o sacrifício é temporário, mas a recompensa é duradoura. Não à toa, muitas dessas pessoas hoje respondem a um convite meu com presteza e se sentem honrados por participarem do meu evento.

Eu vou além: me sinto ainda mais honrada de ter essas pessoas por perto e juntos podermos fazer a diferença. E assim vai ser nos próximos dias em que estaremos juntos no evento Empreenda-se em São Paulo.

Os participantes podem esperar do evento um compartilhamento de conhecimento de altíssimo nível, de forma organizada e muita mão na massa. Esse time de palestrantes está prestes a entregar para o público o que há de melhor dos bastidores da sua estratégia. Sabe porque? Porque ao vivo é diferente, a emoção de estar no palco corre solta, fazemos de tudo pelo reconhecimento da platéia e não podemos negar o valor que o ser humano atribui a um aplauso. Estamos constantemente em busca de aceitação.

Depois que comecei a palestrar com mais frequência, comecei a entender o poder que tem uma apresentação ao vivo. Estar online é muito prático e tem um enorme valor, mas estar ao vivo é raro e como diria meu guru Seth Godin, “as coisas raras tem muito valor.”

Não há nada mais excitante e gratificante do que estar com as pessoas na sua frente, se inspirar com histórias, compartilhar e aprender no modelo “tête à tête”.

Então se você já está inscrito em algum desses eventos ou pretende fazê-lo agora, preste atenção nessas últimas dicas:

  • 1) Mapeie antes quem são os palestrantes ou pessoas que você gostaria de conversar, ser visto e ser lembrado. Coloque isso na sua intenção e no seu plano de ação ao chegar no evento. Você não precisa ser inconveniente, mas pode ser inteligente na abordagem. Esse é o momento em que os palestrantes estão mais abertos e disponíveis. Tire fotos, poste nas suas redes, escreva um belo post demonstrando gratidão e apreço e marque a pessoa depois. Ele também ficará muito grato e nesse momento você passa a entrar no radar.
  • 2) Chegue 1 dia antes, marque um almoço, um happy hour com pessoas que você não conhece. Use a facilidade da rede social para fazer esses contatos previamente. Essa é uma boa razão para abordar alguém por mensagem, antes de sair se divulgando. É só fazer isso de forma simpática e humilde. As pessoas em geral são muito gregárias quando frequentam eventos. Grandes conexões acontecem no cafezinho e na mesa de bar. Combine com pessoas que também vão ao evento, divulgue, mostre que você estará indo.
  • 3) Compartilhe com a sua rede os aprendizados do evento, faça fotos, poste conteúdo durante o evento, aproveite para fazer vídeos e quem sabe conseguir algumas entrevistas estratégicas pro seu canal ou fanpage que possam também elevar o seu nível de autoridade. As pessoas ficarão muito gratas e a sua imagem vai ganhar um “up” junto à sua rede pessoal.

Conclusão: essa é uma ótima época do ano para colocar em prática suas habilidades de networking ou aproveitar para desenvolvê-las! Lembre-se que a sua próxima contratação ou parceria comercial pode estar bem aí, aguardando uma decisão. O evento do Empreenda-se está chegando e ficarei feliz de ouvir depois as suas histórias de bastidores, cafezinhos ou mesa de bar.

Acesse a página se quiser conhecer a programação do evento Empreenda-se ao Vivo e os palestrantes que estarão lá nos dias 22 e 23 de outubro : www.programaempreendase.com.br

90

3 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *