Mas afinal, o que querem as mulheres? (artigo co-criado por várias delas!)

A velha indagação feita por Freud, pai da psicanálise, já virou livro, série de TV e continua dando muito pano pra manga. Afinal, nossos desejos evoluem junto com o mundo e não abrimos mão do nosso “querer apaixonado”. Mudam-se os tempos, evoluem os desejos, mas permanece a imensa determinação de alcançá-los passada de geração em geração.

Para realizar esse artigo, enviei a pergunta em grupos de whats app e nas minhas redes sociais: Mas Afinal, o que Querem as Mulheres?

O engajamento foi instantâneo. Elas não perdem a oportunidade de expressar pro mundo seus pensamentos, pleitos, emoções e contribuições. Sem as minhas colegas de gênero esse artigo não seria tão real! De antemão, meu muito obrigado pela participação de TODAS!

Meu papel hoje aqui é apenas reunir em palavras suas expressões e desejar que o seu Dia da Mulher seja um dia especial, apesar de ser um dia comum de luta e glória na vida de tantas mulheres.

Vamos aos resultados da enquete:

Respeito

Queremos respeito, acima de tudo. Nada adianta a fala de igualdade de direitos, se nós mulheres não somos respeitadas. Respeitadas dentro do lar, quando da arte de ser mãe, esposa e companheira. Respeitadas, quando na Empresa temos o papel de protagonizar a gestão de pessoas, finanças e tantas outras operações.

Não queremos chocolate!

Não queremos flores!

Queremos RESPEITO!

E, acima de tudo, sermos nós protagonistas do respeito para com o outro. Seja Homem ou Mulher. Respeito sem distinção de cor, sexo, raça, gênero e/ou escolha sexual. É preciso Respeitar! (Patricia Marel)

Respeito, cumplicidade e autonomia. (Mônica Martins)

Igualdade

Igualdade e respeito, o resto a gente conquista. (Simone do Valle)

Seu espaço de direito e autenticamente feminino, sem ter que se moldar aos aspectos masculinos para se valerem. (Thais Leal)

Acho que chega dessa historinha de mulher ser taxada como a princesa presa no castelo a espera do príncipe encantado.. somos a dona do castelo, nada de beijo no sapo que vai virar o príncipe, já foi!! O sapo foi pro Brejo hahaha! Brincadeiras literárias a parte… somos mulheres com instinto de vencedoras, guerreiras, gostamos de gentileza, admiração e respeito! A todas nós guerreiras e belas Parabéns mulheres. (Ismênia Raposo)

Ser amada (é claro!)

Ser feliz, me sentir amada, reconhecida, desejada, respeitada, livre, ter momentos de plena calmaria, conseguir administrar meus sentimentos de forma eficiente para conseguir alcançar meus objetivos sem ter crises em que até esqueço quais são. (Paola Buoro)

Liberdade! Sabedoria! Tempo! Paz

Citado por muitas delas de forma direta e curta! (Diana Macedo, Jac Lopes, Maria Lavareda, Priscila Macieira, Janaina Michiles, etc)

Ser feliz!

O ser feliz é o resumo de tudo, mas veio seguido com alguns predicados: Ser feliz e ser magra! (tá no seu direito!)

Ser feliz e menos complicada (concordo!)

Ser feliz e Basta! (de bom tamanho!)

Sucesso Profissional

Eu quero reconhecimento profissional! (Gláucia Hamond)

Conciliar carreira e maternidade (Andréia Gonçalves)

Vida Simples

Disse Manu Peixoto: Vida simples, tempo livre, paz interior, fazer a diferença na vida das pessoas, ajudar o mundo a ser um lugar melhor.

E eu assino embaixo! Acho que às vezes não sabemos que queremos isso, mas quando ganhamos essa consciência a vida se torna muito mais leve e descomplicada.

Contribuir para um mundo melhor

Esse é um desejo genuíno de todas nós, tenho certeza! Ainda que muitas se adormeçam pela correria do dia a dia e se sintam um pouco egoístas. Basta um simples chamado para elas se enfileirem prontamente como um exército de benfeitoras, prontas para ajudar ao próximo. (Cristina Guimarães)

Relacionamentos saudáveis

Um relacionamento assentado em um banquinho de 3 pés. Um pé de bom humor/leveza. Um pé de tesão. Um pé de admiração por si mesma e pelo outro. (Rossana Maria)

Poder

Teve até resposta bem freudiana da amiga psicóloga e youtube Flávia Melissa: “As mulheres querem se sentir completas e poderosas, pra negar a castração e o buraco deixado pela quebra do narcisismo”. (segundo Freud elas querem o “falo” do homem de volta, elas querem o poder!)

Poderia ir além, afinal foram muitas as respostas, mas esse artigo ficaria longo demais! Vamos parar por aqui e “carpe diem”!

Vamos fazer mais por nós mesmas nesse dia de muitas homenagens. A data comemorativa é apenas um lembrete de que temos que nos valorizar e buscar plenitude e felicidade acima de tudo.

E mesmo que você seja do sexo oposto, desperte em você a alma feminina cheia de amor, carinho, cuidado, garra, força de vontade, inteligência sensualidade e muito sentimento de solidariedade pois o mundo precisa disso para superar seus enormes desafios.

(Para ver na íntegra as resposta acesse a minha time line no Facebook (carolinecaracas) e no instagram @carolinecaracascoach.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *